Erro
  • JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com id: 44

Perfil psicológico da polícia militar

 

O perfil exigido para a polícia militar está expresso no edital, leia com atenção cada item do edital, pois ele é um documento que diz cada etapa e cada detalhe que você deve saber.

Todas as informações e dúvidas podem ser tiradas fazendo uma leitura com calma do edital.

O edital é como se fosse um “manual de instruções”.

Segue abaixo a parte do edital que se refere ao psicológico da polícia militar.

 

Exames Psicológicos, de caráter eliminatório, os quais visam identificar características de personalidade, aptidão, potencial e adequação do candidato para o exercício do cargo a que concorre;

 

CAPÍTULO XI – DOS EXAMES PSICOLÓGICOS

 

1. Os exames psicológicos, de caráter eliminatório, serão realizados exclusivamente pela Diretoria de Pessoal, em conformidade com as normas em vigor dos Conselhos Federal e Regional de Psicologia, especialmente a Resolução CFP nº – 01/2002, que regulamenta a Avaliação Psicológica em Concurso Público e processos seletivos da mesma natureza.

 

2. Os exames psicológicos terão a finalidade de avaliar o perfil psicológico do candidato, verificando se este apresenta características cognitivas e de personalidade favoráveis para o desempenho adequado das atividades inerentes à função pleiteada, de acordo com os parâmetros do perfil psicológico estabelecido para o cargo em vigor na Polícia Militar do Estado de São Paulo.

 

3. O perfil psicológico do cargo objeto do Concurso Público é constituído por um rol de características psicológicas necessárias à adaptação e desempenho adequado do cargo de Soldado PM de 2ª Classe.

 

4. A Comissão Examinadora da etapa de exames psicológicos será composta por psicólogos com registro válido no Conselho Regional de Psicologia, bem como eventuais estagiários sob a estrita observância da legislação vigente.

 

5. O exame psicológico consistirá na avaliação objetiva e padronizada de características cognitivas e de personalidade dos candidatos, mediante o emprego de técnicas científicas. Para tanto, serão utilizados testes psicológicos comercializados, os quais são validados e aprovados pelo Conselho Federal de Psicologia, nos termos da Resolução nº CFP nº – 02/2003, embasados em características e normas obtidas por meio de procedimentos psicológicos reconhecidos pela comunidade científica como adequados para instrumentos dessa natureza.

 

6. Será utilizada uma bateria de testes, composta por testes de inteligência, de personalidade, bem como entrevista psicológica. Na avaliação psicológica, serão observados os parâmetros cientificamente reconhecidos para cada instrumento técnico utilizado.

 

7. A entrevista psicológica será utilizada apenas para agregar dados da história de vida do candidato que são importantes para a análise, não possuindo por si só, caráter eliminatório.

 

8. A avaliação psicológica será realizada por meio de testes psicológicos, aplicados aos candidatos de forma individual e coletiva em dias e horários constantes no cronograma entregue aos candidatos na etapa anterior:

 

8.1. O candidato deverá comparecer ao local designado para a realização da avaliação psicológica munido de caneta esferográfica de tinta azul ou preta, lápis preto nº 2 e borracha macia.

 

9. À luz dos resultados de cada teste, a Banca Examinadora procederá a análise conjunta de todas as técnicas utilizadas, observando as orientações e parâmetros contidos nos respectivos manuais técnicos dos instrumentos utilizados nas avaliações.

 

10. Os resultados finais, apto ou inapto, serão obtidos por meio da análise técnica global de todo o material produzido pelo candidato no transcorrer desta etapa do Concurso Público, avaliando a compatibilidade de desempenho do candidato com as características estabelecidas pelo perfil psicológico em vigor na Instituição.

 

11. A inaptidão nos exames psicológicos não pressupõe a existência de transtornos mentais. Indica, tão somente, que o avaliado não atendeu, à época dos exames, aos parâmetros do perfil psicológico exigido para o exercício das funções do cargo de Soldado PM de 2ª Classe.

 

12. A divulgação dos resultados será feita por meio de relação nominal,

constando os candidatos aptos, nos termos da Resolução CFP n.º 01/2002 do Conselho Federal de Psicologia.

 

13. Será facultado ao candidato, e somente a este, ter ciência dos motivos de sua inaptidão devendo, para tanto, solicitar o agendamento de entrevista devolutiva, no período compreendido entre30 a 120 dias após a divulgação oficial do resultado desta etapa, junto à Divisão de Seleção e Alistamento da Diretoria de Pessoal, sem a necessidade de interposição de recurso administrativo:

 

13.1. A entrevista devolutiva é o procedimento técnico, de caráter informativo, no qual um psicólogo possibilita ao candidato conhecer as razões de sua inaptidão, entretanto, não sendo discutidos aspectos técnicos da avaliação psicológica, não sendo considerada como nova avaliação psicológica e não ensejando modificação de resultado;

 

13.2. A realização da entrevista devolutiva será feita no período compreendido entre30 a 180 dias após a divulgação oficial do resultado da etapa;

 

13.3. Não haverá novo agendamento de data e horário para a entrevista devolutiva, salvo em caso de ausência justificada por parte do candidato ou impedimento da Administração.

 

Departamento Psicológico Palestra Gratuita

 

 

 

Telefones para contato:

 

Claro Fixo: (11) 2839-8655  - Claro: (11) 98902-9236


 Vivo Fixo: (11) 3228-3786 - Vivo:(11) (11) 97595-7032

 


Oi: (11) 99414-5847
 


  TIM: (11) 98356-0263



 

Nextel: ID:55*121*8192 

(11) 7007-3601 

 

Está página contém uma mensagem rolando.